quarta-feira, 23 de julho de 2014

Irmãos brasileiros criam antena para gerar sinal de celular quando não há serviço

gotenna-2-g1.jpg
Uma dupla de irmãos brasileiros criou uma antena para poder enviar mensagens de texto em qualquer situação, inclusive naquelas em que não existe sinal de celular. O intuito da startup criada por eles, agoTenna, é permitir a comunicação em ocasiões de emergência.

Os irmãos Daniela e Jorge Perdomo moram em Nova York (EUA). Apesar de buscarem uma solução para usar seus smartphones em festivais de música eletrônica, em que geralmente rede está congestionada, ou em acampamentos em lugares sem sinal de celular, o estopim para a criação da goTenna foi uma tragédia.
“Depois do furacão Sandy que deixou muita gente sem energia elétrica ou sinal de celular, pensamos que deve existir um jeito de usar os smartphones que todos já usamos e torná-los aparelhos de comunicação sem depender de conectividade centralizada”, disse Daniela Perdomo, presidente-executiva da goTenna, ao Blog Start.up, em entrevista por e-mail.
Em novembro de 2012, após Jorge começou a pensar em uma comunicação de smartphone para smartphone sem ter que passar por antenas de celular, Daniela buscou a opinião de pesquisadores do MIT Media Lab e do Bell Laboratories.
O resultado do trabalho dos irmãos entrou em pré-venda na quinta-feira (17) da semana passada nos Estados Unidos, por US$ 150 o par de antenas. A bateria dura três dia de uso. Os primeiros dispositivos serão entregues no fim do ano. A partir de 2015, segundo Daniela, a goTenna planeja ampliar a oferta para além dos EUA. O Brasil pode receber o aparelho, mas antes a empresa tem de aparar as arestas junto à Anatel.
Para funcionar, tanto o smartphone que envia a mensagem quanto o que recebe devem estar conectados a uma antena. A transmissão foi criada para operar quando o celular não está próximo de uma torre de celular, ao alcance de um roteador de Wi-Fi ou não seja atendido por serviço de satélite. A empresa promete sinal até mesmo se o aparelho estiver no “modo avião”.
As mensagens são enviadas por meio de um app especial (disponível para iOS e Android). A antena deve estar a pelos menos 20 passos do celular. Pelo Bluetooth, o smartphone transmite a mensagem à antena, que a envia o celular de destino por meio de ondas de rádio de longo alcance, de 151 MHz a 154 MHz. É possível ainda compartilhar a localização, ideal em momentos de emergência.
gotenna-g1.jpg

Foto 1: Os irmãos Daniela e Jorge Perdomo, fundadores da goTenna, que fabrica antenas para troca de mensagens mesmo sem sinal de celular. (Divulgação)
Foto 2: Antena da goTenna permite troca de mensagens mesmo sem sinal de celular.(Divulgação)
Fonte: G1


credito
Léo Nascto plusgsm

Nenhum comentário:

Postar um comentário