quarta-feira, 9 de setembro de 2015

truques para não ter problemas de memória cheia no Smartphone ou tablet




Vira e mexe pego um smartphone aqui na redação que não aceita mais atualizações da Play Store ou do WhatsApp ou não salva mais fotos porque a memória interna está cheia. Isso é extremamente frustrante para o proprietário, e por isso decidi reunir os melhores truques e ações para acabar de vez com os problemas de memória do nosso Android. Veja como abaixo.




Uma memória cheia é tão irritante quanto uma bateria vazia ou o volume de dados gasto. Seu smartphone não só fica mais lento, torna-se também impossível realizar certas ações com ele. Tem algo pior do que reunir os amigos para uma foto e descobrir que seu aparelho não pode salvar mais imagens? Com algumas medidas simples você evita todos os problemas de memória cheia no Android.
1. Faça a limpeza do sua memória

A memória interna dos smartphones Android fica cheia devido a três coisas:
Dados de aplicativos
Dados salvos temporariamente (Cache)
Dados do usuário (imagens, vídeos, música)

Todas as três situações felizmente estão no nosso campo de ação, de maneira que você pode liberar muito espaço ao apagar dados de aplicativos, desinstalar ou apagar apps supérfluos e limpar o cache. O aplicativo SD Maid realiza muitas dessas ações automaticamente, e um app como o ES Explorador de arquivos ajuda a desinstalar apps de maneira mais completa e sem deixar resíduos.ES Explorador de ArquivosSD Maid

Os dados de usuário, por outro lado, ninguém quer apagar, e sim transferir para outro aparelho. Para isso, conecte o seu smartphone a um computador e desbloqueie a tela. Na pasta DCIM, Movies e Music, você encontra todos os seus dados. Além disso, na pasta do WhatsApp também podem se encontrar arquivos de interesse. Todo o conteúdo dessas quatro pastas pode ser transferido para o seu computador.
Memória insuficiente no Android: como resolver o problema
2. Use um cartão SD

Se você não tiver um Nexus, um Galaxy S6 ou um dos muitos outros smartphones Android hermeticamente fechados, seu dispositivo conta com uma entrada para microSD. Esse cartão infelizmente ainda não pode ser usado como extensão direta da memória interna, mas se usado corretamente pode resolver o problema de memória. Insira o cartão, por exemplo num Galaxy S5 e abra o aplicativo da câmera. Imediatamente aparecerá a pergunta de ouro: se você quer que as fotos sejam salvas no cartão. Sim!!!Com um adaptador é possível usar cartões microSD em dispositivos sem memória expansível. / © Leef

Para transferir dados nesse caso, você irá precisar de um explorador de arquivos, e aqui recomendamos novamente o ES File Explorer. Com ele, você pode salvar todas as pastas acima mencionadas no SD externo, abrindo espaço para novas fotos, vídeos e atualizações de aplicativos. Também é possível transferir aplicativos para o cartão microSD, mas isso pode alterar seu funcionamento.
Como instalar aplicativos Android no Cartão SD
3. Sincronize com a nuvem

Se as culpadas por lotar sua memória forem sobretudo fotos e músicas, seu problema é bem fácil de ser resolvido nos dispositivos Android. As imagens são salvas gratuitamente no app Google Fotos em “alta qualidade” até o limite de 15 GB. No caso das músicas, é preciso passar suas músicas com o Google Play Music para a nuvem e para depois poder escutá-las novamente no seu smartphone.

Para as suas fotos existem várias alternativas de armazenamento na nuvem. Os melhores serviços você pode conferir no artigo abaixo:
Melhores aplicativos para armazenamento na nuvem

Para sincronizar a sua coleção de músicas no PC com o Google Cloud, você precisa de um Companion-App para seu computador , ou então da extensão para o Chrome. Na própria Play Music você pode ver as instruções para a sincronização, em Minhas Músicas > Adicionar músicas. Dessa forma, você pode adicionar até 50.000 faixas gratuitamente, tornando-as acessíveis a partir do seu Android (usando obviamente a mesma conta Google). Quando você abrir sua lista, verá um pequeno símbolo de pino ao lado de cada álbum. Clicando nele (melhor com Wi-Fi), poderá baixar e abrir o álbum correspondente offline. Dessa forma, você tem o melhor de dois mundos: memória livre, nenhum gasto em volume de dados e o máximo de escolha para a sua playlist.
Cartão microSD: Android Marshmallow brilha onde KitKat e Lollipop falharam

Como podemos ver, o problema de memória cheia no Android pode ser resolvido de várias maneiras. Arquivos inúteis podem ser eliminados de maneira simples, e com os serviços de nuvem você tem (quase) todas as suas fotos e músicas a um clique de distância. Por fim, o uso do cartão microSD fica cada vez mais interessante com as otimizações do sistema operacional, e o Android 6.0 Marshmallow promete tratá-lo como a memória interna dos smartphones.

credito fonte  Eric Herrmann

Nenhum comentário:

Postar um comentário